Início Esporte Pará “No futebol não existe justiça”, avalia Chamusca após derrota para o ABC

“No futebol não existe justiça”, avalia Chamusca após derrota para o ABC

54
 O Paysandu não conseguiu manter a sequência positiva na Série B do Brasileiro e acabou derrotado na noite desta terça-feira. Os bicolores sofreram rapidamente dois gols no primeiro tempo, conseguiram diminuir com Wesley e, apesar de pressionar o ABC durante toda a segunda etapa, o esforço não foi suficiente para sair do Frasqueirão, em Natal, ao menos com um empate. Por conta do grande volume de jogo no segundo tempo o técnico Marcelo Chamusca acredita que o revés por 2 a 1 acabou sendo injusto.

– Acho que merecíamos algo melhor, mas futebol não existe justiça. Futebol é eficiência e o adversário ganhou porque teve mais eficiência que o Paysandu. No primeiro tempo o jogo foi muito equilibrado, de muita marcação dos dois lados, poucas oportunidades criadas e, se não me engano em quatro minutos o ABC fez o placar. Roubaram a bola pela nossa saída. Da parte do ABC, ofensivamente, o primeiro tempo se resumiu a essas duas jogadas e algumas saídas do Bocão pelo lado direito. Depois disso o nosso goleiro trabalhou muito pouco – argumentou.

Almejando uma vitória em Natal, o treinador bicolor colocou o Papão mais para frente no intervalo ao trocar o volante Rodrigo Andrade – que já tinha cartão amarelo – pelo atacante Leandro Carvalho. Chamusca exaltou o fato de Emerson só ter feito uma defesa no segundo tempo.

– Gostei da postura da nossa equipe depois que tomou os dois gols. Não se desorganizou, manteve-se equilibrada, saiu para buscar e diminuir. Diminuímos em uma situação de bola parada e aí o segundo tempo foi todo nosso. Posse de bola maior nossa, teve um chute só que o nosso goleiro pegou na bola, do Gegê, e mais nada. As melhores oportunidades foram do Paysandu, inclusive depois da entrada do Leandro Carvalho. A gente merecia empatar, principalmente pelo número de situações que nós criamos. O Edson (goleiro alvinegro) trabalhou muito mais do que o Emerson. Isso é um indício de que o time teve boa postura, reagiu e poderia, sim, no mínimo, sair com um empate pelo que apresentou. Mas futebol não tem justiça, é assim mesmo – lamentou.

Apesar da boa atuação nos últimos 45 minutos, Chamusca relembrou que o ABC tem uma grande marca em seus domínios: não perde no Frasqueirão desde março do ano passado.

– Parabenizei a todos pela postura. O resultado não foi o que a gente esperava, mas a gente tem que dar méritos também ao ABC, que está há 34 jogos invictos aqui . Não jogamos contra qualquer adversário. Vamos pensar na sequência da competição com o entendimento de que se a gente mantiver essa postura vamos conseguir sempre bons resultados. Saímos para buscar seis pontos e estamos saindo com 50%. Acho que está uma boa média – salientou.

Os gols sofridos nesta terça-feira foram os primeiros do clube na competição. O técnico bicolor não viu falhas individuais nos lances, mas ressaltou que irá reassistir a partida para buscar melhorias no setor.

– Não houve falha individual em nenhum dos dois gols, foram falhas coletivas. O adversário foi feliz em conseguir aproveitar. Por exemplo, o mesmo lance que o Echeverría teve e fez 1 a 0, nós tivemos com o Welinton Júnior e não tivemos a capacidade de aproveitar. Isso que faz a diferença do resultado final de um jogo. Faz parte. Vamos assistir o jogo com calma e ver onde podemos melhorar. Nosso sistema defensivo está com uma média muito boa de gols sofridos, baixa. Vamos continuar trabalhando pensando no jogo contra o Goiás, que é muito importante para nós – argumentou.

O Paysandu volta a campo já na sexta-feira, contra o Esmeraldino. O duelo será no Mangueirão, em Belém, e podem ocorrer mudanças na equipe. A comissão técnica irá levar em consideração a parte física dos jogadores para tomar uma decisão.

– A gente pegou uma sequência de jogos com pouco tempo de recuperação e o entendimento é de que a gente vai, depois de fazer uma análise, ver a melhor condição dos jogadores na quinta-feira, para poder definir a equipe. As substituições (contra o ABC) não tiveram nenhum problema de ordem médica, pelo menos no vestiário não foi nada passado para mim. Existe só um desgaste natural. Vamos ver como os jogadores vão chegar em Belém, mas pode ter sim alguma alteração – afirmou Marcelo Chamusca.

Fonte:G1
Foto: Andrei Torres/ABC