Início Esporte Pará Dado diz que ‘puxão de orelha’ no intervalo fez time recuperar autoestima...

Dado diz que ‘puxão de orelha’ no intervalo fez time recuperar autoestima e golear o Santos-AP

144

O placar largo não reproduziu exatamente o que foi os 90 minutos de jogo. No primeiro tempo, o time do técnico Dado Cavalcanti apresentou grande dificuldade em superar a forte marcação feita pelo Peixe amapaense. Com uma marcação alta, o alvinegro obrigou os zagueiros do Papão a saírem jogando e com isso criando oportunidades de tomarem contra-ataques. Mas aos 14 minutos do segundo tempo, Mike abriu o placar e deixou o Paysandu mais confortável na partida. Só que conforto que acabou 36 minutos depois com gol de William Fazendinha, com isso o torcedor começou a vaiar a equipe logo após o término da etapa inicial.

A mudança de ânimo e dedicação para a etapa complementar fez com que o Papão conseguisse dominar o restante da partida e ainda marcar mais três gols com Cassiano, o artilheiro da competição. Só que esta reação aconteceu devido ao puxão de orelha feito por Dado Cavalcanti no intervalo.

– Em duas condições específicas. O mais importante foi o meu pensamento, que eu precisava resgatar. O nosso primeiro tempo foi finalizado ruim, então trouxe alguns questionamentos. Então o intervalo foi isso: primeiro resgatar a autoestima. E depois eu os fiz enxergarem o espaço no jogo do adversário e explorar isso – explicou o treinador, que viu um time mais vibrante na metade final de jogo.

– No segundo tempo fomos mais agressivos, e por sermos mais agressivos conseguimos construir o resultado – completou.

Garantido na semifinal da Copa Verde, o Paysandu se reapresenta na tarde de sexta-feira, 16, no estádio da Curuzu para iniciar a preparação para a partida contra o Paragominas, às 16h, no domingo, 18, pela décima rodada do Campeonato Paraense.

Fonte:G1
Foto: Fernando Torres/Ascom Paysandu