Início Pará Procon do Pará divulga números de reclamações feitas em 2017

Procon do Pará divulga números de reclamações feitas em 2017

124

Em 2017, a Diretoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) realizou no Pará 17.599 atendimentos, principalmente reclamações contra empresas ou serviços ofertados ao consumidor. O número caiu em relação a 2016, quando foram registrados 18.383 atendimentos. As reclamações sobre fornecimento de energia elétrica lideraram o ranking, seguido dos setores de telefonia, financeiras, serviços privados e produtos. Os números fazem parte do Cadastro de Reclamação Fundamentada, com os registros de demandas de consumidores, que após a análise técnica foram consideradas com respaldo legal.

A elaboração do Cadastro de Reclamações Fundamentadas é um dever legal de todos os órgãos públicos de defesa do consumidor, por força do artigo 44 do Código de Defesa do Consumidor. O dispositivo legal determina a manutenção de “cadastros atualizados de reclamações fundamentadas contra fornecedores de produtos e serviços, devendo divulgá-lo pública e anualmente”.

O registro integra também o Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec), totalmente informatizado, que reúne processos e procedimentos relativos ao atendimento aos consumidores em todos os Procons.

Educação – Segundo o diretor do Procon no Pará, Moyses Bendahan, a publicação do Cadastro tem o objetivo de educar fornecedores, “incentivando-os à melhoria contínua, e informar consumidores, visando prevenir a ocorrência de relações de consumo frustradas, e dar subsídio à elaboração de políticas públicas”. O diretor explicou que todos os Procons do Brasil divulgaram os números nesta quinta-feira (15), Dia Internacional do Consumidor.

As reclamações fundamentadas resultam dos casos em que não houve acordo entre as partes envolvidas, e viraram processos. Quando o consumidor que procura o Procon faz a reclamação é dado o prazo de 10 dias para a resolução. Segundo Moyses Bendahan, 60% dos casos se resolvem dentro do prazo. Se não houver solução será marcada uma audiência. “Quando esta audiência é marcada vira uma reclamação fundamentada, originando um processo”, informou.

Ele explicou que se durante a audiência for feito um acordo, vira uma reclamação fundamentada atendida, e sem acordo é uma reclamação fundamentada não atendida. “Quando não há acordo, há sanção, ou seja, multa”, acrescentou o diretor do Procon/PA.

O órgão atua em casos individuais e coletivos, executando ações preventivas (educativas, informativas e formadoras) e punitivas, por meio de atendimento pessoal, recebendo diariamente queixas de consumidores, dando orientações e registrando reclamações, além de intermediar conciliações antecedentes à abertura de procedimentos administrativos, na sede do órgão ou nos postos autorizados.

Serviço: A Diretoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) fica localizada na Travessa Lomas Valentinas, nº 1.150, Bairro da Pedreira, em Belém. Funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 14 h.

Atendimento telefônico na Região Metropolitana de Belém – linha especial 151 ou 3073-2827, para prestação de orientações/informações. Para o interior do Estado, o telefone é (91) 3073-2827.

Atendimento via e-mail: proconatend@procon.pa.gov.br.

Atendimento via correspondência: para o endereço da sede, em Belém.

Postos de atendimento

Região Metropolitana de Belém: Estação Cidadania-Guamá, Estação Cidadania-Jurunas, Estação Cidadania- Marituba, Posto Casa de Justiça e Cidadania – de segunda a sexta-feira, das 8 às 14 h.

Posto Procon – Polo I Ananindeua – de segunda a sexta-feira, das 8 às 14 h. Conjunto Geraldo Palmeira, Avenida Zacarias de Assunção, 03, Q-31.

Posto Procon – Polo II Ananindeua – de segunda a sexta-feira, das 8 às 12 h. Avenida Zacarias de Assunção, nº 134, Centro (prédio anexo I Tonico Vicente da CMA).

No interior: Estação Cidadania-Santarém, Estação Cidadania-Marabá – de segunda e sexta-feira, das 8 às 14 h.

Posto Procon – IDPC – Capanema – de segunda e sexta-feira, das 8 às 12 h.

Por Márcio Flexa
Fonte:Agência Pará