Início Esporte Pará “Não tenho o que reclamar dos jogadores”, afirma Cacaio após rebaixamento do...

“Não tenho o que reclamar dos jogadores”, afirma Cacaio após rebaixamento do Cametá no Campeonato Paraense”

151

O Cametá disputa a principal divisão do Campeonato Paraense. No entanto, nesta temporada, o Mapará sofreu o primeiro rebaixamento da sua história. Faltando uma rodada para o fim do Parazão, o clube não conseguirá mais sair da lanterna do Grupo A1. Com isso, a equipe encerrará sua participação no torneio contra o Remo. 

Durante a competição, o time sofreu diversos problemas extracampo como o atraso de salário e paralisação dos jogadores. O ambiente conturbado se refletiu dentro do gramado. Até agora, em nove rodadas, o clube conquistou apenas quatro empates e somou cinco derrotas.

No Parazão, o Cametá teve três técnicos em um curto período de tempo. A equipe começou o estadual com Samuel Cândido, depois esteve comandada interinamente por Ferreti e nas últimas quatro rodadas Cacaio chegou ao time para tentar evitar o rebaixamento, mas não conseguiu.

– Sob o meu trabalho fizemos quatro grandes jogos: dois empates e duas derrotas. Acabamos perdendo muitos atletas ao longo da competição e isso complicou a situação. Na última rodada, contra o Paragominas, acabamos jogando com cinco volantes, um lateral e dois zagueiros, sem nenhum atleta camisa nove – afirmou Cacaio.

Mesmo com as dificuldades e não tendo conquistado o objetivo da permanência, o técnico faz questão de exaltar o esforço dos jogadores no decorrer do torneio. Por conta desse descenso antecipado, o clube tenta transferir a última partida contra o Remo para o Mangueirão, onde poderá ter uma arrecadação maior para tentar sanar as dívidas.

– Não tenho o que reclamar destes jogadores que ficaram com a gente até o final. Comandarei a equipe no último jogo e depois, provavelmente, vou sair, pois pretendo disputar uma Série D ou C. A transferência da partida para Belém é normal, pois o clube precisa de dinheiro.

Fonte: G1