Início Brasil Lucro do Bradesco cai para R$ 14,65 bilhões em 2017

Lucro do Bradesco cai para R$ 14,65 bilhões em 2017

17

O Bradesco anunciou nesta quinta-feira (2) ter registrado lucro líquido contábil de R$ 3,793 bilhões no quarto trimestre de 2017 – uma alta de 31% em relação aos três meses anteriores. Frente ao mesmo período de 2016, os ganhos sofreram uma alta de 5,5%.

Em 2017, o lucro da instituição financeira diminuiu na comparação com o ano anterior, ao passar de R$ 15,08 bilhões para R$ 14,65 bilhões: uma diferença de 3%.

O lucro líquido recorrente (que desconsidera efeitos extraordinários) do exercício de 2017 foi de R$ 19,024 bilhões, indicando um aumento de 11,1% em relação ao resultado de R$ 17,121 bilhões de 2016.

A carteira de crédito expandida, em dezembro de 2017, atingiu R$ 492,931 bilhões, uma redução de 4,3% em relação ao saldo de dezembro de 2016.

As operações com pessoas físicas totalizaram R$ 175,469 bilhões (crescimento de 2,0% em relação a dezembro de 2016), enquanto as operações com pessoas jurídicas atingiram R$ 317,462 bilhões (redução de 7,4% em relação a dezembro de 2016).

O Índice de Inadimplência superior a 90 dias encerrou dezembro de 2017 em 4,7%, queda de 0,8 ponto percentual em comparação ao índice de dezembro de 2016.

Devedores

A despesa com provisão para devedores duvidosos deu um salto de 20,9% em três meses, para R$ 4,62 bilhões, com a revisão de ratings de alguns clientes corporativos.

O Bradesco previu que suas despesas nessa linha, incluindo baixas contábeis de ativos financeiros (impairment), descontada a recuperação de crédito, ficará entre R$ 16 bilhões e R$ 19 bilhões neste ano.

Um elemento que ajudou na última linha do resultado foram as receitas com prestação de serviços, que somaram R$ 8,06 bilhões no trimestre, crescimento de 3,1% em relação ao trimestre anterior e de 6,9% no comparativo anual.

Além disso, as despesas de pessoal caíram 3,8% na comparação ano a ano, para R$ 4,88 bilhões, na esteira do plano de demissão voluntária, que ajudou a reduzir a folha de pagamentos em cerca de 10 mil funcionários. No todo, a despesa administrativa caiu 2,5%, a R$ 10,2 bilhões.

O Bradesco teve rentabilidade anualizada sobre o patrimônio líquido de 18,1% no quarto trimestre, estável na medição sequencial e alta de 0,5 ponto sobre um ano antes.

* Com Reuters
Fonte:G1