Início Esporte Pará Paysandu sofre, mas vence Parauapebas por 1 a 0 em Curuzu abarrotada

Paysandu sofre, mas vence Parauapebas por 1 a 0 em Curuzu abarrotada

287

Foi sofrido, mas a festa da torcida alviceleste antes, durante e depois da partida valeu a pena. Os quase 15 mil bicolores presentes na Curuzu viram um time ainda fisicamente limitado pela curta pré-temporada, mas que pressionou o Parauapebas e conseguiu uma vitória magra na estreia no Parazão 2018, por 1 a 0. O único gol foi marcado pelo meia Fábio Matos, aos 34 do segundo tempo.

Vale ressaltar que o Trem de Ferro teve expulso o volante Augusto Recife – no reencontro com seu ex-clube – ainda aos 36 do primeiro tempo, o que dificultou as ações da equipe do interior. Ainda assim, o goleiro bicolor Marcão fez apenas uma defesa difícil no jogo todo, quando o Paysandu já estava em superioridade numérica.

Com o resultado o Paysandu empata na liderança do Grupo A1 com Independente Tucuruí e Águia de Marabá, que também venceram seus jogos por 1 a 0. Na próxima rodada encara o Castanhal, no Modelão. Já o Parauapebas fica sem pontos no Grupo A2, assim como Paragominas e Japiim. O Trem de Ferro volta a campo novamente como visitante, contra o Cametá, no Parque do Bacurau. As duas partidas serão no domingo, dia 21.

O JOGO

A partida começou morna, com os dois times com dificuldade de chegar com perigo na área adversária. A exceção foi, logo com dois minutos, uma bola lançada na área do Parauapebas que quase dormiu no fundo das redes após saída errada do goleiro Bruno. O volante Max Carrasco, porém, conseguiu salvar em cima da linha. Depois, muitos passes errados no meio de campo, demonstrando visível falta de ritmo de jogo em ambos dos times. Já da metade para o final da primeira etapa a partida esquentou, mas não tecnicamente. Muitos lances duros, vários cartões amarelos e duas expulsões. Primeiro Augusto Recife, hoje volante do Trem de Ferro, que chegou de carrinho em Perema e recebeu o vermelho direto. Pouco depois, o técnico Léo Goiano reclamou de forma ríspida com o árbitro Dewson de Freitas, que o mandou para o vestiário mais cedo. Apesar do calor dos minutos finais, os goleiros terminaram o primeiro tempo sem terem feito grandes defesas.

A etapa final foi de amplo domínio do Paysandu. Com um jogador a mais, o clube bicolor pressionou quase do início ao fim o adversário, que manteve consistente a sua postura defensiva o quanto pôde. O Trem de Ferro montou um ferrolho na própria área, com duas linhas de quatro, que dificultou bastante as ações do time da capital. Marquinhos Santos decidiu soltar mais sua equipe e tirou o lateral-esquerdo Fernando Timbó para colocar o atacante Renan Gorne. Após muito insistir, o Papão conseguiu furar o bloqueio adversário quando o zagueiro Diego Ivo – agora capitão – já trabalhava como um atacante. Ele recebeu na área, chutou em cima do goleiro Bruno, que espalmou e Fábio Matos, na sobra, chutou no alto: 1 a 0 Paysandu, e grande festa na Curuzu. Nos minutos finais o Parauapebas até ensaiou um abafa, mas faltou fôlego para conseguir realmente pressionar o Alviceleste.

Fonte:G1
Foto: Thiago Lopes/TV Liberal