Início Esporte Como Grêmio pode faturar ‘um craque’ em prêmios por sucesso em 2017

Como Grêmio pode faturar ‘um craque’ em prêmios por sucesso em 2017

12

Em agosto, o Grêmio realizou a maior venda de sua história ao negociar o atacante Pedro Rocha com o Spartak Moscou, da Rússia, por 12 milhões de euros (R$ 45,2 milhões na época). O recorde no mercado, porém, pode não valer tanto quanto o sucesso do time em campo em 2017.

É que, com o que recebeu em premiações em 2017 e ainda pode ganhar com o Mundial de Clubes, o clube tricolor pode chegar perto da marca de R$ 50 milhões nesta temporada. Mesmo no pior dos cenários nos Emirados Árabes, o Grêmio já tem garantidos R$ 40 milhões nos cofres.

Entre as bonificações já garantidas na temporada, o título da Copa Libertadores valeu US$ 7,75 milhões à equipe tricolor, R$ 25 milhões na cotação atual. Somam-se a essa cifra R$ 3,13 milhões pela semifinal da Copa do Brasil e R$ 5,63 milhões pelo quarto lugar no Brasileiro.

No Mundial, uma catástrofe para o Grêmio, com eliminação na semifinal e derrota na disputa do terceiro lugar, renderia mais US$ 2 milhões, ou R$ 6,4 milhões. Já o terceiro posto, vale um pouco mais, US$ 2,5 milhões (R$ 8 milhões), mas também não é o que o clube imagina.

Confirmando o favoritismo no primeiro jogo e avançando à decisão, o Grêmio garantiria US$ 4 milhões (R$ 12,8 mi) pelo vice-campeonato, totalizando R$ 46,5 milhões na temporada. Já se conseguir o título, o prêmio é de US$ 5 milhões (R$ 16,1 mi) – renderia soma de R$ 49,5 mi.

Fora isso, a equipe tricolor ainda conta com dinheiro oriundo do Campeonato Gaúcho, em que foi eliminado nas semifinais. O Estadual, porém, repassa apenas renda vinda de direitos de transmissão de TV, independente do desempenho. Ao Grêmio, coube R$ 12 milhões.

Os R$ 40 milhões já assegurados pelo clube em 2017, desprezando o dinheiro de TV do Gaúcho, representa 15% da receita total prevista no orçamento tricolor para a temporada. O documento, aliás, não tinha qualquer projeção de renda em premiações de competições.

Já em venda de jogadores, o Grêmio orçou receber R$ 61,2 milhões, valor superado com os R$ 45,2 milhões recebidos por Pedro Rocha e os cerca de R$ 21 milhões pagos pelo Hamburgo-ALE pelo meio-campista Wallace no início do ano – os dois negócios somam mais de R$ 66 milhões.

O Grêmio estreia no Mundial de Clubes no dia 12 de dezembro, próxima terça-feira, em semifinal ainda com adversário indefinido. O rival sai do jogo entre Pachuca, do México, e Wydad Casablanca, do Marrocos, que se enfrentam neste sábado, às 11h (horário de Brasília).

Fonte:Espn