Início Pará Fasepa vacina socioeducandos do Centro de Benevides contra HPV

Fasepa vacina socioeducandos do Centro de Benevides contra HPV

224

A Secretaria Municipal de Saúde de Benevides é uma das instituições parceiras da rede intersetorial que presta diversos serviços na área da saúde aos jovens que cumprem medida socioeducativa de internação na Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa). A exemplo do que aconteceu no primeiro semestre deste ano, as duas instituições deram continuidade ao calendário de vacinação contra o HPV (Vírus Papiloma Humano) nesta quinta-feira (17), no Centro Socioeducativo de Benevides (CSEB), localizado na Região Metropolitana de Belém.

Cerca de 40 internos receberam a primeira dose da vacina. Outros, que já haviam sido assistidos anteriormente, receberam a segunda e última dose da vacina e estão imunizados contra a doença, que segundo os especialistas acomete milhares de brasileiros. O vírus infecta a pele e a mucosa, como o colo do útero, vulva, pênis e vagina. Por ser contagiosa, podendo ser transmitida por relação sexual, sem o tratamento devido, a doença poderá evoluir para um câncer.

“Eu acho muito importante tomar essa vacina porque pode salvar a minha vida. Quando eu estava lá fora, não me ligava em cuidar da minha saúde, foi só quando eu vim para cá que comecei a ter acesso à consulta médica e a vacinas que as pessoas trazem aqui ou nos levam ao hospital quando precisa. Antes de estar aqui, eu não lembro da última vez que tomei vacina”, declarou um dos socioeducandos de 17 anos, que está há pouco mais de um ano na unidade socioeducativa.

Direcionamento – A partir da diretriz pedagógica adotada nas inúmeras ações que integram o Projeto Ressignificando Caminhos na Socioeducação, a Fasepa, em parceria com o Sistema de Garantia de Direitos (SGD), atua para promover e garantir que os socioeducandos tenham acesso aos serviços de saúde e sejam conscientizados sobre seus direitos e deveres, com acesso a atividades voltadas à educação, profissionalização e ao empreendedorismo, e também a ações relacionadas à arte, ao esporte, à cultura e ao lazer.

O enfermeiro Willian Borba, que atua na Secretaria Municipal de Saúde de Benevides e é responsável pela ação, disse que ”a gente está lutando contra o Vírus do Papiloma Humano, pois há estudos que descrevem que existem mais de 100 a 200 subtipos desta doença, sendo que algumas delas causam desde lesões recuperáveis através de procedimentos médicos, e as que podem levar ao câncer”.

Ainda segundo o enfermeiro, a equipe oferece no espaço socioeducativo consultas médicas com clínico geral e outras especialistas, palestras, dispersão de medicamentos e orientações sobre a prevenção e os riscos de doenças.

Somando esforços – A assistente social Eurides Andrade, que atua no Centro Socioeducativo de Benevides, afirmou que tem sido fundamental a participação e o envolvimento das equipes de saúde do Município de Benevides para avançar nas demandas socioeducativas.

“Nós temos observado que houve um interesse maior nas demais políticas públicas agregarem, somarem forças em prol da socioeducação e, dessa forma, conseguimos qualificar o atendimento aos jovens. Avaliamos essa agenda positivamente, e esses atores sociais que colaboram já conseguem ter essa leitura do que é a socioeducação”, observou Eurides Andrade, acrescentando que “antes de a gente estabelecer essa parceria, que tem dado muito certo, a equipe do município, os técnicos da área de enfermagem e os coordenadores tiveram em visita aqui na unidade, e a gente pôde dialogar e estabelecer uma agenda prévia ao atendimento aos socioeducandos”.

Por Alberto Passos
Fonte:Agência Pará