Início Pará Polícia prende casal apontado como responsável por ataques a torre de energia...

Polícia prende casal apontado como responsável por ataques a torre de energia de mineradora

34
A Polícia Federal prendeu, na manhã desta segunda-feira (7), em Parauapebas, um homem e uma mulher procurados pela Justiça. Eles são apontados como os responsáveis por vários ataques às torres de transmissão de energia elétrica destinadas a alimentar a empresa Vale.

Desde maio de 2016 os dois começaram a agir na rede de transmissão desparafusando a base de sustentação das torres. As torres ficavam na eminência de cair e em seguida os investigados entravam em contato com um funcionário da área de segurança da empresa para pedir dinheiro em troca do fim dos ataques.

Segundo a Polícia Federal, eles exigiam quantias que chegavam a R$ 15 milhões da mineradora. Recentemente, os criminosos estavam ameaçando praticar novas sabotagens.

Entre maio do ano passado e março deste ano foram 13 tentativas de sabotagem as torres, mas a Vale nunca negociou com eles e não realizou nenhum pagamento.

Segundo o delegado de Marabá Igor Chagas, que lidera a Operação Extortore, voltada à investigação dos responsáveis por diversos atos de sabotagem praticados contra a mineradora Vale no município de Parauapebas, durante as investigações, a polícia também descobriu que uma explosão na ponte sobre o rio Jacundá no município de Bom Jesus do Tocantins foi autoria do casal, tudo com o intuito de conseguir dinheiro da empresa. “A polícia já tem um áudio em que ele assume a autoria do crime”, explica.

Na época, os trens de cargas e passageiros chegaram a parar até que os reparos acontecessem. Os presos irão prestar depoimento e estão detidos na sede da Polícia Federal de Mabará. Eles devem ser transferidos para presídios no mesmo município.

A empresa Vale encaminhou nota ao G1 em que esclarece que o seu papel é “fornecer informações à Polícia Federal, nos últimos meses, em função da gravidade desses atos de sabotagem cometidos contra a empresa”. A nota diz: “a Vale vai continuar colaborando com as investigações da Polícia Federal e ressalta o trabalho profissional e competente da PF ao longo desta investigação”.

Fonte:G1
Foto: Ascom/MPF