Início Esporte Fluminense atropela lanterna Avaí e volta a vencer após quatro jogos

Fluminense atropela lanterna Avaí e volta a vencer após quatro jogos

305

Depois de quatro jogos de jejum, o Fluminense voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, em confronto disputado na Ressacada, válido pela 9ª rodada, o time de Abel Braga não deu chances para o lanterna Avaí e atropelou o adversário pelo placar de 3 a 0. Henrique Dourado, Maicon (contra) e Mascarenhas fizeram os gols do Fluminense.

Com o resultado obtido fora de casa, o Fluminense chega aos 14 pontos, ocupando provisoriamente a sexta posição. Já o Avaí permanece em último, com apenas 5 pontos. Os catarinenses conseguiram somente uma vitória em nove compromissos.

O Fluminense abriu o placar aos 28 minutos do primeiro tempo. O goleiro Mauricio Kozlinski tentou sair jogando, mas acabou perdendo a bola para Henrique Dourado que, livre, chutou para o fundo do gol.

Ainda na primeira etapa, aos 32 minutos, o time carioca ampliou. Scarpa cobrou escanteio fechado, e o experiente lateral Maicon acabou desviando para o seu próprio gol.

No segundo tempo, o Fluminense definiu o resultado. Aos 14 minutos, Mascarenhas arrematou de longe, a bola desviou em Maicon e entrou no fundo do gol: 3 a 0.

O jogo

Depois de perder, mas mostrar um bom futebol diante do Vasco, o Avaí criou coragem para partir para cima do Fluminense em Santa Catarina. Antes dos 10 minutos de jogo, Júlio César já havia feito três importantes defesas, uma delas depois de uma bomba de Marquinhos de longa distância.

O Avaí controlava e dominava a partida quando o Fluminense chegou pela primeira vez ao ataque, apenas aos 18 minutos. Henrique Dourado arriscou de longe também e assustou a torcida local. Mas ninguém causou mais angústia no torcedor do Avaí do que o goleiro Maurício Kozlinski.

Com a equipe bem no jogo, dando poucas oportunidades ao adversário, o arqueiro resolveu driblar o centroavante do Flu dentro de sua própria área. Conclusão, Kozlinski se atrapalhou todo, perdeu a posse e ainda foi fintado antes de Henrique Dourado tocar para o gol e correr para o abraço.

Para piorar, cinco minutos depois foi a vez de Maicon, aquele mesmo, o lateral direito ex-seleção brasileira, cabecear a bola para dentro do próprio gol depois de cobrança de escanteio. Gol contra e festa dos visitantes.

A noite não era mesmo do Avaí. Quando os erros individuais não atrapalhavam, a má sorte agia. Veio o segundo tempo e a tarefa que já era difícil ficou impossível quando Mascarenhas arriscou uma finalização de muito longe, mas contou com o desvio em Maicon, para acabar encobrindo o goleiro Kozlinski.

Os 3 a 0 no placar abalaram de vez os donos da casa, que ainda tiveram de se esforçar para não acabarem goleados diante de seu torcedor. Aliás, torcedor esse que não perdoou Maicon quando o lateral foi sacado por Claudinei Oliveira.

Com a larga vantagem, o Fluminense apenas administrou o resultado e comemorou muito a reação no Campeonato Brasileiro com uma boa vitória fora de casa.

Agora, o time carioca terá uma nova missão longe de seus domínios, domingo, contra o São Paulo, às 16 horas, no Morumbi. Já o Avaí visitará o Botafogo na segunda, às 20 horas, no estádio Nilton Santos.

FICHA TÉCNICA:
AVAÍ 0 X 3 FLUMINENSE

Local: Estádio Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data: 21 de junho de 2017 (Quarta-feira)
Horário: 21h45(de Brasília)
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (Fifa-BA) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)
Cartões amarelos: AVAÍ: Judson. FLUMINENSE: Mateus Norton
GOLS: FLUMINENSE: Henrique Dourado, aos 28, e Maicon (contra), aos 33 minutos do 1T. Mascarenhas, aos 14 minutos do 2T

AVAÍ: Maurício Kozlinski, Maicon (Leandro Silva), Betão, Gustavo e Capa; Judson, Luan, Simião, Marquinhos (Willians) e Juan; Romulo e Joel. Técnico: Claudinei Oliveira

FLUMINENSE: Júlio César, Renato, Henrique, Reginaldo e Mascarenhas (Léo); Jefferson Orejuela, Mateus Norton, Marquinhos Calazans (Lucas Fernandes) e Gustavo Scarpa; Richarlison e Henrique Dourado (Marquinho). Técnico: Abel Braga

Fonte:Espn