Início Esporte Pará Com expulsão e gols relâmpagos, Botafogo-PB vence o Remo no Almeidão

Com expulsão e gols relâmpagos, Botafogo-PB vence o Remo no Almeidão

86
O Botafogo-PB fez o dever de casa e venceu o Remo por 3 a 2, em confronto realizado na noite desta segunda-feira, no Estádio Almeidão, em João Pessoa, pela sexta rodada do Grupo A da Série C do Brasileiro. O Alvinegro da Estrela Vermelha teve dois gols relâmpagos no início de cada tempo e ainda contou com uma expulsão do adversário. O Leão, mesmo com um jogador a menos, ainda correu atrás do empate longe de Belém.

O resultado não alterou a posição das duas equipes na tabela de classificação. Entretanto, com 11 pontos e na terceira colocação, o Belo tem apenas dois a menos que o líder Fortaleza. O Remo segue com oito pontos, na quarta posição.

O Bota volta a campo pela Terceirona no próximo sábado, quando vai até Aracaju enfrentar o Confiança, no Batistão, a partir das 16h. No mesmo dia, o Remo recebe o Moto Club no Mangueirão, em Belém, às 18h.

Expulsão e um gol para cada lado no primeiro tempo

O Botafogo não deu espaço para o Remo e chegou ao gol logo aos três minutos de partida quando, após cobrança de escanteio, Dico chutou e a bola desviou em Igor João. Festa no Almeidão. O time remista era pressionado e não conseguia levar perigo para Michel Alves, que era um espectador no jogo. A coisa ficou mais complicada para os paraenses quando Tsunami levantou o pé esquerdo, acertou o rosto de Djavan e recebeu o cartão vermelho. Com um a mais, o Belo tinha o confronto controlado, mas acabou se atrapalhando nos últimos minutos do primeiro tempo, quando Djavan, segundo o árbitro, tocou com a mão na bola dentro da área. Pênalti. Na cobrança, Nino Guerreiro empatou para os azulinos.

Gol relâmpago, raça do Remo e vitória do Belo

Veio a segunda metade da partida e com ela a desatenção do Remo e um novo momento de euforia dos torcedores do Botafogo. Com um minuto, Roger Gaúcho, no seu primeiro chute em gol vestindo a camisa do Belo, tocou rasteiro para o fundo da rede. Nem bem tentava se recuperar do baque, o Leão levou o terceiro com Magno, que contou com uma falha de Vinícius. Mais pressão do Bota, com direito a bola na trave, porém, os remistas foram guerreiros e diminuíram com Igor João, de cabeça, depois da uma cobrança de escanteio. Aos 43, quase o empate azulino. Na bola aérea, Leandro Silva cabeceou com força e o lance passou perto do travessão de Michel Alves.

Fonte:G1