Odebrecht inicia obras do BRT Metropolitano

As obras do BRT Metropolitano, cuja ordem de serviço foi assinada na sexta-feira (7), pelo governador Simão Jatene, em conjunto com a Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica) e Embaixada do Japão no Brasil, foram iniciadas nesta segunda-feira (10). Essas obras  vão estender o transporte da capital para os municípios de Ananindeua e Marituba, em 10,8 quilômetros.  A Odebrecht Engenharia e Construção é a empresa responsável pela obra.

Em vídeo, o governador Simão Jatene (PSDB) explica, em sua página no Facebook,  que a ordem de serviço para o início das obras foi assinada  na sexta-feira.

O projeto é grandioso e prevê uma  reforma estrutural para a entrada da capital paraense, desde a rede de drenagem, até paisagismo, rede de iluminação pública em Led, restauração das calçadas, entre outros problemas crônicos do trecho, inclusive, nas paradas de ônibus.

As obras de reconstrução e requalificação incluem pistas com três faixas de rolagem nos dois sentidos, com pavimento flexível, uma faixa (em cada sentido) exclusiva para o BRT Metropolitano, duas ciclovias bidirecionais, gramado próximo à ciclovia para arborização, dois passeios para circulação de pedestres com 2,5m de largura, faixa de piso tátil e rampas de acessibilidade, de acordo com a legislação vigente, além de mobiliário urbano (bancos, lixeiras e abrigos em paradas de ônibus convencionais).

O governador Simão Jatene destacou que acompanhou o início das discussões do grande projeto de mobilidade urbana na década de 1980, quando ainda era técnico. Ele ressaltou o papel da parceria do governo japonês. “O projeto prova que Japão e o Pará tem mais semelhanças do que diferenças”, definiu o governador.

A obra dará prioridade à construção das passarelas e segundo o governador, já foram investidos cerca de R$ 600 milhões, incluídas as obras das avenidas Independência e João Paulo II, além da recuperação da rodovia Mário Covas e do prolongamento da avenida Perimetral. No total, mais de R$ 1 bilhão estão sendo investidos na obra.

Segundo o governador, os recursos já estão para as obras estão assegurados há mais de dois anos, mas o governo do Pará teve que aguardar o governo federal  autorizar a licitar a obra para ser realizada.

O embaixador do Japão no Brasil, Akira Yamada, explicou sobre

a a parceria de seu governo com o estado do Pará, que possui a terceira maior colônia japonesa no Brasil. “Neste ano de 2018 a parceria foi muito positiva para os nossos governos, pois aqui comemoramos os 110 anos da imigração japonesa e o Pará ainda recebeu visita da Princesa Mako do Japão”, destacou.

Ele ressaltou que o BRT Metropolitano irá beneficiar o meio ambiente diminuindo a emissão de poluentes através da melhora do tráfego e redução do aquecimento global. “Para nós é muita alegria contribuir com a melhora da vida da população local e com a melhora do meio ambiente mundial”, ressaltou o embaixador.

O representante da Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica) no Brasil, Akio Saito, destacou que a instituição tem desenvolvido inúmeros projetos, que garantem a qualidade de vida da população paraense, entre eles projetos de educação ambiental, de desenvolvimento da produção comunitária no Estado.

About The Author

Related posts